O QUE É GERENCIAMENTO DE RISCOS?

Gerência de Riscos é o processo de planejar, executar, verificar e agir, considerando os processos, seus recursos humanos, materiais, tecnológicos e financeiro, sob a ótica preventiva e combate à incerteza.

Essas ações visam minimizar, atenuar e/ou eliminar os riscos sobre a organização, seu negócio e processos.

Existem várias técnicas que podem ser utilizadas para a implantação da gestão de riscos, evitando as incertezas nos níveis financeiro, saúde, segurança, meio ambiente, reputacional, social, dentre outros.

 

ELEMENTOS BÁSICOS

 

Identificação e Análise do Risco

A  identificação e análise de riscos tem por objetivo responder  aos questionamentos referentes a:

  • Quais os riscos presentes no negócio e/ou processo, e o que pode acontecer de errado?
  • Qual a probabilidade de ocorrência de perdas devido aos riscos presentes ou potenciais?
  • Quais são os efeitos e as consequências se os riscos se tornarem fatos reais?
  • Como os riscos poderiam ser aceitos e gerenciados, reduzidos ou eliminados?

 

Tomada de Ação Para Mitigação do Risco

 

A análise de riscos consiste em analisar sistematicamente o negócio da Organização e seus processos.

Desta análise deve ser definida a melhor metodologia a ser utilizada para a determinação de ações e gerenciamento do risco.

Algumas das seguintes “ferramentas” auxiliam na identificação e tomada de ação da falha:

Matriz SWOT (forças (S, de stregths), fraquezas (W, de weakenesses), dos fatores internos, e oportunidades (O, de opportunities), ameaças (T, de threats) do macroambiente – fatores externos);

Diagrama de GUT (GravidadexUrgênciaxTendência);

Análise Bowtie (Também conhecido como diagramas de barreiras (ou de controles), fornecem uma maneira esquemática simples de mostrar e descrever os caminhos de um risco e as barreiras existentes para evitar ou atenuar as consequências indesejadas (ou estimular e promover as consequências desejadas...);

Análise Preliminar de Riscos (APR);

Analise de Modos de falha e efeitos (FMEA);

Analise e Árvore de Falhas (AAF);

Estudo de Operabilidade e Riscos;

Hazard and Operability Studies (HazOp); e

Dentre outras.

 

Monitoramento  e Controle do Risco

 

Devem ser estabelecidos para o monitoramento e controle do risco:

Indicadores  de verificação e controle do risco;

Frequência de análise dos resultados obtidos;

Realinhamento das ações de gerenciamento do risco se aplicável; e

Manutenção dos controles necessários.